Atores de Crepúsculo e True Blood se encontram em novo filme de Vampiros

1 Comentário

Mais um filme de vampiros vem por aí e isso é muito bom!!!!!

Trata-se de uma adaptação de história em quadrinhos chamada Priest e por isso já ganhou pontinhos.

O filme vai ter no elenco CAM GIGANDET, o Jame de Crepúsculo e STEPHEN MOYER, o Bill de True Blood!!!! Oba, oba, oba!!!

Aposto que vocês ficaram tão animados como eu, o pessoal já está em gravação, mas a estréia  é só em agosto de 2010.

No longa, durante uma guerra entre homens e vampiros,  um padre guerreiro abandona a igreja e se une a um xerife vampiro e a uma sacerdotisa guerreira para caçar um grupo de vampiros que pode ter sequestrado sua sobrinha.

Veja abaixo o pôster do filme:

priest

Além desses dois astros, o filme contará também com:

PAUL BETTANY

MAGGIE Q.

KARL URBAN

LILLY COLLINS

MADCHEN AMICK

BAD DOURIF

CHRISTOPHER PLUMMER

Antes e Depois…

2 Comentários

Vou colocar abaixo, algumas fotos que encontrei comparando como são os atores de Crepúsculo e Lua Nova e como ficaram caracterizados para os seus personagens:

emmettbbTaí alguém que ficou melhor como o personagem!!!!

rosaliebbSempre achei-a feia, até encontrá-la em sua forma morena, cá entre nós, ela fica bem melhor!!!! AS MORENAS SÃO AS MELHORES!!!

jasperbbSinceramente fiquei na dúvida, das duas formas ele tem cara de doente!!!!

carlislebbAcho que prefiro ele como o dr. Carslile, exala mais poder!!!

Promoção Lua Nova no site da Cinemark

7 Comentários

Gente, olha só!!!!!
Minha cunhada havia comentado que o site do Cinemark está vendendo ingressos para o Lua Nova!!!!
Resolvi dar uma espiadinha e encontro isso aqui:

Promoção Lua Nova no Cinemark

Promoção Lua Nova no Cinemark


É um concurso, e quem ganhar vai fechar uma sala de cinema e escolher quem quiser para assistir!!!! Nossa, eu já tenho até a minha lista. rsrsrs
Vamos lá, não custa nada arriscar!!!!

Dr. Cullen Caseiro

2 Comentários

Eu nunca me interessei em pesquisar a vida pessoal dos atores da saga Crepúsculo, sei lá, de repente porque eles estão sempre na mídia… mas aí eu percebi que quem está sempre na mídia são Robert e Kristin.

Será que eu já assisti algum filme com os outros atores? Será? Será?

O primeiro que pesquisei foi Peter Facinelli e que baque que tomei: como assim ele é casado com a chata da Jennie Garth?

Quer dizer não que ela em si seja chata, mas eu sempre me lembro da sua personagem chatolina em Barrados no Baile (não sei se na versão atual da série ela continua chata).

Pois bem, achei lindas as fotos do casal com suas filhinhas, eles parecem ser muito felizes, e como eu gosto de casal e como gosto de fotos principalmente de filhos de famosos, selecionei as que mais achei fofas!!!!
Família Facinellijennie_garth

Família linda!!!

Família linda!!!

Troca-se uma atriz

1 Comentário

Então resolveram trocar a vilã Victoria.

A atriz Rachelle Lefevre que fez Crepúsculo e Lua Nova foi trocada por Bryce Dallas Howard que fará Eclipse.

Na foto abaixo, as duas são bem parecidas, mas vendo outras fotos fiquei me perguntando:” de onde conheço essa guria?”

99437_rachelle-lefevre-bryce-dallas-howard1-300x271

E foi aí que vi sua filmografia:

2009_ O Exterminador do fututo_ A Salvação

2008_ Loss of a teardrop diamnd, The

2008_ Good Dick

2007_ Homem Aranha 3

2006_ A Dama na Água

2006_ As You like it

2005_ Manderlay

2004_ A Vila

2004_ Traição

2000_ O Grinch

1995_ Apollo 13_ Do desastre ao Triunfo

1989_ O Tiro que não saiu pela Culatra

Fiquei super feliz pois pra mim Rachelle foi bem substituída, já que em Eclipse a vilã ganha cena e Bryce Dallas Howard é uma ótima atriz, em A Vila, ela fez o papel de uma cega meiga, porém determinada ao lado de grandes atores como Joaquin Phoenix e Adrien Brody.

A saga ganha com essa troca!

Crepúsculo_ Sinopse do filme

14 Comentários

Essa reportagem aí embaixo, foi a primeira que eu li a respeito do filme:

revista-veja-1revista-veja-21

Vampiros à solta…

7 Comentários

Vampiro, essa figura centenária, se renovou e ganhou um público que cresce a cada dia. Há séries, filmes, livros, jogos e sites dedicados a essas figuras que conquistaram o mundo. E, atualmente, o assunto está quentíssimo. Na literarura chega neste mês Eclipse, o terceiro volume da série de Stephenie Meyer, a autora da moda entre os jovens. O 1° livro, Crepúsculo, foi adaptado para os cinemas e está em cartaz no Brasil desde o mês passado. E as novidades não param po aí. Na TV a cabo, Truee Blood, nova aposta da HBO no Brasil, estréia já bem aceita pelo público norte-americano e indicada ao Globo de Ouro na categoria melhor série dramática.

 NOVA GERAÇÃO

new-bella-and-edward-twilight-series-3390777-744-10001O livro já se tornou um best-seller, e agora atrai uma legião de admiradores também aos cinemas. Crepúsculo nasceu de um sonho da norte-americana Stephenie Meyer, e sua vida praticamente se tornou um, depois do lançamento da obra. Seus protagonistas são a síntese de toda essa nova onda que existe em cima do assunto. Um jovem casal, ele, vampiro que não quer se alimentar de sangue humano, ela, a tentação. True Blood também não foge muito da premissa, já que seus vampiros bebem sangue artificial. Alguns acreditam que as novas características dessas atraentes figuras das trevas parecem fugir do original, do que se considerava um monstro de terror que perseguia e sugava o sangue dos seres humanos. Já alguns fãs e críticos acham que essa nova roupagem veio para acrescentar o que já era uma atração para o público.

 

REFERÊNCIAS

A figura do vampiro começou a fazer história com o lançamento do livro Drácula, do irlandês Bram Stocker, em 1897, considerado o livro mais importante do gênero. O personagem serviu como inspiração para inúmeras adaptações. Uma delas, lançada nos cinemas em 1922, com o nome de Nosferatu, ainda na fase do cinema mudo, é considerada um clássico do expressionismo alemão. Quem também marcou época foi o ator Bela Lugosi, que interpretou Drácula no filme homônimo de 1931. Mais recentemente Francis Ford Coppola criou sua própria adaptação, que se intitula Drácula de Bram Stocker. A história não aterrorisa o público como antigamente, mas o diretor montou uma experiência contagiante que envolve nostalgia e o fascínio da literatura vampiresca. Curiosamente, a maioria das adaptações sobre o assunto vinha de uma só inspiração, a obra de Stocker. Mas isso não impedia que diversos outros autores tentassem sua sorte nesse mercado, tanto lá fora como aqui no Brasil. Uma delas, Anne Rice, conseguiu se destacar em 1976 com Entrevista com o Vampiro. A obra que conta a história de um jornalista que entrevista um vampiro de 200 anos, também foi adaptada para o cinrma. André Vianco é o escritor de maior sucesso atualmente no gênero aqui no Brasil. Com mais de 10 livros publicados com temas de fantasia e terror, incluindo personagens vampiros, já vendeu mais de 100 mil exemplares de suas obras.

 SANGUE VELHO X SANGUE NOVO

Um dos contrastes com as histórias vampirescas antigas é que não há tenta violência, é mantido um suspense psicológico que atrai os leitores pela riqueza de sentimentos. ” O Crepúsculo tem como protagonistas vampiros diferentes dos assassinos sanguessugas da maioria das histórias de terror. Eles encontram uma alternativa para a matança de humanos e se tornam os mocinhos, o que cria mais identificação e cativa mais o público”. O mesmo conceito de vampiros “bonzinhos” está presente na estréia da HBO Brasil.   true-bloodTrue Blood é uma adaptação dos romances da série literária Southern Vampire Mysteries, de Charlaine Harris. A versão audiovisual causou grande turbulência nos Estados Unidos, a novidade é a solução para os jovens vampiros que bebem sangue artificial criado pelos japoneses e não precisam mais atacar seres humanos. A Editora Saraiva lançará três volumes da coleção de Harris. Um deles, Living Dead in Dallas sairá entre março e abril.

artigo rerirado da revista Almanaque de janeiro/2009 da Editora Saraiva

APAIXONADA POR CREPÚSCULO (TWILIGHT)

44 Comentários

Eu sou e sempre fui vidrada em vampiros, esses seres sobrenaturais me fascinam, seja em filmes, livros ou desenhos.

Portanto, quando ouvi falar de Crepúsculo, do amor de um vampiro com uma humana…esse amor impossível… eu rapidamente me interessei.

E foi assim que fui ao cinema (um dia depois da sua estréia). Eu que não tinha lido o livro nem nada, mas o fato de eu estar de férias ajudou bastante.

Gostei do filme, os efeitos não são tão bons, os atores (até então) desconhecidos, mas a história realmente bonita, mesmo assim, nada que o faça querer assistir  300 vezes.

Ganhei o livro no amigo secreto do trabalho e logo comecei a lê-lo e entendi porque o livro é um fenômeno. Eu mesma me identifiquei muito com a protagonista quando eu era adolescente: magra, pálida e desastrada e imagino o quanto muitas meninas se sentem assim; como se escondem das pessoas com a ajuda do cabelo, como enfrentam a difícil fase de não ser mais criança e ainda não ser adulto e o fato de adorar a  solidão… uau, quantas vezes eu trocava o borburinho, a bagunça, por um cantinho em silêncio com um livro nas mãos ou apenas papel e caneta para algumas criações.

Vibrei quando em uma parte do livro Bella se decide em ler Orgulho & Preconceito ou Razão e Sensibilidade. rsrs

A gente cresce no livro junto com a personagem, a gente conhece Edward junto com ela (o fato do livro ser narrado em primeira pessoa ajuda isso), a gente passa a amá-lo, a gente passa a torcer para que aquele amor impossível, aquela aberração juvenil dê certo, para que Edward controle sua fome de sangue.

Então eu me vi vibrando por mais um casal, com uma total intensidade que dessa vez, aumentou muito a vontade de assistir novamente ao  filme, mas compreendendo que mesmo que este não possa captar a grandeza da emoção que escorre nas páginas do livro, mesmo que a torcida não seja tão exaustiva quanto a literária, esse amor pode ser sentido no livro e nas continuações Lua Nova e Eclipse (este chegou a pouco tempo no Brasil), e eu, como os personagens, passei a adquirir novamente os meus 17 anos!!!

 clique na fotos abaixo para vê-las maiores:

  twilightmovieposter   11   8g89aia1   bella-and-edward-twilight-series-529100_375_5001   capa-do-filme-twilight1   twilight1   twilight01mt51

Filmes, filmes e mais filmes

Deixe um comentário

Programa de paulista é shopping, quando está chovendo então, não resta muita coisa pra fazer… e o medo de ficar num alagamento? Ficar ilhado, sem carro, sem como voltar pra casa, sem guarda-chuva… são tantos “sem” que a única coisa que paulista ganha quando sai nessa época do ano a se aventurar por aí é leptospirose. Mas isso é assunto para um outro dia, pois como uma futura farmacêutica responsável irei falar dessa doença e de outras causadas pela água.

No momento, falaremos dos filmes que eu assisti recentemente:

*CREPÚSCULO

*MARLEY & EU

*QUEIME DEPOIS DE LER

Um deles, não causa comoção nenhuma, o outro leva o público geral às lágrimas e o outro arranca boas risadas com seu humor negro.