UMA NOITE ALUCINANTE foi um filmr indicado pelo blog VÍCIOS E DEVANEIOS e é um clássico de terror dos anos 80.

O nome do filme era-me familiar, mas a história não. Realmente eu não havia assistido-o.

Esse é daqueles filmes bem toscos e trash que eu adoro.

Sinopse:

Cinco estudantes da Universidade de Michigan decidem passar um final de semana em uma casa isolada. Lá eles encontram o livro dos mortos, um documento que data da época da Babilônia e que está relacionado ao livro dos mortos egípcio. Enquanto vasculham a casa os amigos gravam em fita alguns encantamentos demoníacos, escritos no livro. A partir de então eles são possuídos por espiritos, um a um.

Crítica:

A história se inicia com cinco amigos no carro indo para uma casa de montanha alugada por um precinho bem camarada.

Já temos os ingrediente:

* 5 jovens amigos (3 moças, 2 rapazes),

* uma casa velha

* um lugar afastado (nenhuma testemunha).

Ok. Falta agora o caso sobrenatural: eles acham um porão (pois é, a casa estava caindo aos pedaços, onde Judas perdeu as botas,mas claro, tinha um porão) com alguns pertences estranhos, dentre eles um gravador e um livro demoníaco.

Eles acabm recitando frases do livro e é assim que “acordam” os espíritos malígnos.

Como citado no blog Vícios e Devaneios, o interessante desse filme é que apesar de ser de terror o que dá mais medo são as perseguições da qual o perseguidor não é visto, mas aquela sensação, o medo de ser capturado, junto com a trilha sonora e os silêncios repentino é muito boa.

O filme não economiza no sangue, apesar do rosto do protagonista estar sempre limpinho, é um filme com cenas bem nojentas, você ficará abismado com o que pode sair de dentro de um corpo possuído.

Há algumas cenas chocantes também, como o estupro de uma das moças na floresta (nunca, NUNCA, saia sozinha à noite em bosques ou florestas, ainda mais se você for uma moça).

Não é meu filme preferido de terror, mas eu gostei muito. Agora quero assistir ao segundo, que dizem tem a mesma história mas os efeitos especiais são melhores e há um toque de humor negro.

 

Fiquei sabendo também que o diretor e roteirista desse filme é o Sam Raimi, diretor da Trilogia Homem Aranha, mas como eu não gosteri desses filmes, iso não me interessou. O interessante é que ele também foi diretor de Arraste-me para o Inferno, que na minha opinião é uma revelação de filmes de terror dos últimos tempos, junto com A Órfã e Atividade Paranormal.

Algumas curiosidades sobre o filme que eu peguei no Adoro Cinema:

– O diretor Sam Raimi e o ator Bruce Campbell eram amigos de colégio, tendo feito vários filmes em super-8 antes da realização de Uma Noite Alucinante – A Morte do Demônio.

– Sam Raimi queria que o título original fosse “Book of the Dead”, mas o produtor Irvin Shapiro o modificou para “The Evil Dead”. O motivo foi que o título proposto afastasse o público adolescente, pouco afeito à literatura.

– O roteiro original previa que todos os personagens estivessem fumando maconha ao ouvirem pela 1ª vez a fita. Os atores resolveram fumar de verdade ao rodar a cena, mas a idéia não deu certo. O comportamento deles obrigou que a cena fosse posteriormente regravada.

– Após a conclusão da fotografia principal, na passagem de ano entre 1979 e 1980, a maioria dos atores deixou a produção. Entretanto ainda havia boa parte do filme a ser rodada, o que fez com que Bruce Campbell rodasse várias cenas com dublês, substituindo os atores principais.

– Bruce Campbell torceu o tornozelo ao rodar uma cena. – A voz do professor na fita é de Bob Dorian, apresentador do American Movie Classics.

– O sangue visto em cena é uma combinação de Karo com corante alimentício vermelho. Em determinado momento das filmagens a camisa de Bruce Campbell estava tão ensopada de sangue falso que, ao pegá-la, ela simplesmente quebrou. O sangue falso havia solidificado.

– Pode ser visto em cena um cartaz rasgado de Quadrilha de Sádicos (1977).

– A cena em que a personagem Cheryl é estuprada por árvores possuídas foi banida em alguns países.

– Na Alemanha Uma Noite Alucinante – A Morte do Demônio foi lançado nos cinemas e em vídeo no mesmo dia, devido a problemas com a censura local. O filme foi posteriormente proibido de ser exibido nos cinemas, mas permaneceu no top 10 local durante algumas semanas.

– Foi adaptado como um musical da Broadway em 2006.

– Seguido por Uma Noite Alucinante 2 (1987) e Uma Noite Alucinante 3 (1993).

 

Também achei no Youtube um vídeo de um crítico do canal Telecine dizendo à respeito do filme:

 

 

Anúncios