Vencedores Globo de Ouro/ Cinema

4 Comentários

Mais uma vez atrasada (mas antes tarde do que nunca) a lista e os vencedores do Globo de Ouro 2009_ categoria cinema:

Melhor filme – Drama  hr_slumdog_millionaire_3
Apenas um Sonho
O Curioso Caso de Benjamin Button
Frost/Nixon
The Reader
Slumdog Millionaire  

Melhor filme – Comédia ou musical
Na Mira do Chefe                         

Vicky Cristina Barcelona

Vicky Cristina Barcelona

Mamma Mia!
Queime Depois de Ler
Simplesmente Feliz
Vicky Cristina Barcelona

Melhor diretor                                        

O diretor vencedor Danny Boyle

O diretor vencedor Danny Boyle

Danny Boyle (Slumdog Millionaire)
Stephen Daldry (The Reader)
David Fincher (O Curioso Caso de Benjamin Button)
Ron Howard (Frost/Nixon)
Sam Mendes (Apenas um Sonho)

Melhor atriz (drama)
Anne Hathaway (O Casamento de Rachel) kate-winslet
Angelina Jolie (A Troca)
Kristin Scott Thomas (Il y a Longtemps que je T’aime)
Meryl Streep (Dúvida)

Kate Winslet (Apenas um Sonho) 

Melhor ator (drama)
Leonardo DiCaprio (Apenas um Sonho)
Frank Langella (Frost/Nixon)
Sean Penn (Milk – A Voz da Igualdade)
Brad Pitt (O Curioso Caso de Benjamin Button)
Mickey Rourke (O Lutador)

Melhor atriz (comédia ou musical)
Rebecca Hall (Vicky Cristina Barcelona)
Sally Hawkins (Simplesmente Feliz)
Frances McDormand (Queime Depois de Ler)
Meryl Streep (Mamma Mia!)
Emma Thompson (Last Chance Harvey)

Melhor ator (comédia ou musical)
Javier Barden (Vicky Cristina Barcelona)
Colin Farrell (Na Mira do Chefe)
James Franco (Segurando as Pontas)
Brendan Gleeson (Na Mira do Chefe)
Dustin Hoffman (Last Chance Harvey)

Melhor filme estrangeiro
The Baader Meinhoff Complex (Alemanha)
Everlasting Moments (Suécia)
Gomorra (Itália)
Il y a longtemps que je t’aime (França)
Waltz with Bashir (Israel)

Melhor filme de animação
Bolt – Supercão
Kung Fu Panda
Wall-E

Melhor atriz coadjuvante
Amy Adams (Dúvida)
Penelope Cruz (Vicky Cristina Barcelona)
Viola Davis (Dúvida)
Marisa Tomei (The Wrestler)
Kate Winslet (O Leitor)

Melhor ator coadjuvante

O merecido Heath Ledger

O merecido Heath Ledger

Tom Cruise (Trovão Tropical)
Robert Downey Jr. (Trovão Tropical)
Ralph Fiennes (A Duquesa)
Phillip Seymour Hoffman (Dúvida)
Heath Ledger (Batman – O Cavaleiro das Trevas)

Melhor roteiro
O Curioso Caso de Benjamin Button
Dúvida
Frost/Nixon
The Reader
Slumdog Millionaire

Melhor trilha sonora
O Curioso Caso de Benjamin Button
Defiance
Frost/Nixon
Slumdog Millionaire
A Troca

Melhor canção          

Bruce Springsteen recebe prêmio

Bruce Springsteen recebe prêmio

Bolt – Supercão
Cadillac Records
Gran Torino
Wall-E
O Lutador

Indicados ao Oscar 2009

2 Comentários

Algo imperdoável que eu fiz foi deixar passar os indicados ao Oscar, que ocorreu em 22/01 e eu só fui saber no fim de semana. AHHHH!!!

Mas, então, sem crises, vamos aos indicados:

Melhor filme:
– “Quem quer ser um milionário?”
– “Frost/Nixon”
– “O curioso caso de Benjamin Button”
– “Milk – A voz da liberdade”
– “The reader”

Melhor diretor:
– Danny Boyle – “Quem quer ser um milionário?”

– Ron Howard – “Frost/Nixon”
– David Fincher – “O curioso caso de Benjamin Button”
– Gus Van Sant – “Milk – A voz da liberdade”
– Stephen Daldry – “The reader”

Melhor ator:
– Mickey Rourke – “The wrestler”
– Sean Penn “Milk – A voz da liberdade”
– Frank Langella – “Frost/Nixon”
– Brad Pitt – “O curioso caso de Benjamin Button”
– Richard Jenkins – “The visitor

Melhor atriz:
– Meryl Streep – “Doubt”
– Kate Winslet – “The reader”
– Anne Hathaway – “O casamento de Rachel”
– Angelina Jolie – “A troca”
– Melissa Leo – “Frozen river”

Melhor ator coadjuvante:
– Heath Ledger – “Batman – O cavaleiro das trevas”
– Josh Brolin – “Milk – A voz da liberdade”
– Robert Downey Jr. – “Trovão tropical”
– Philip Seymour Hoffman – “Doubt”
– Michael Shannon – “Revolutionary road”

Melhor atriz coadjuvante:
– Amy Adams – “Doubt”
– Penélope Cruz – “Vicky Cristina Barcelona”
– Viola Davis – “Doubt”
– Taraji P. Henson – “O curioso caso de Benjamin Button”
– Marisa Tomei – “The wrestler”

Melhor longa de animação:
– “Wall.E”
– “Kung Fu Panda”
– “Bolt – Supercão”

Melhor filme em língua estrangeira:
– “Revanche”, de Gotz Spielmann (Áustria)
– “The class”, de Laurent Cantet (França)
– “The Baader Meinhof Complex”, de Uli Edel (Alemanha)
– “Waltz with Bashir”, de Ari Folman (Israel)
– “Departures”, de Yojiro Takita (Japão)

Melhor roteiro original:
– “Frozen river”
– “Na mira do chefe”
– “Wall.E”
– “Milk – A voz da liberdade”
– “Happy-go-lucky”

Melhor roteiro adaptado:
– “O caso curioso de Benjamin Button”
– “Doubt”
– “Frost/Nixon”
– “The reader”
– “Quem quer ser um milionário?”

Melhor direção de arte:
– “A troca”
– “O curioso caso de Benjamin Button”
– “Batman – O cavaleiro das trevas”
– “A duquesa”
– “Revolutionary road”

Melhor fotografia:
– “A troca”
– “O curioso caso de Benjamin Button”
– “The reader”
– “Batman – O cavaleiro das trevas”
– “Quem quer ser um milionário?”

Melhor mixagem de som:
– “O curioso caso de Benjamin Button”
– “Batman – O cavaleiro das trevas”
– “Quem quer ser um milionário?”
– “Wall.E”
– “Procurado”

Melhor edição de som:
– “Batman – O cavaleiro das trevas”
– “Homem de Ferro”
– “Wall.E”
– “Procurado”
– “Quem quer ser um milionário?”

Melhor trilha sonora original:
– Alexandre Desplat – “O curioso caso de Benjamin Button”
– James Newton Howard – “Defiance”
– Danny Elfman – “Milk – A voz da liberdade”
– Thomas Newman – “Wall.E”
– A.R. Rahman – “Quem quer ser um milionário?”

Melhor canção original:
– “Down to Earth”, de Peter Gabriel and Thomas Newman – “Wall.E”
– “Jai Ho” de A.R. Rahman – “Quem quer ser um milionário?”
– “O Saya”, de A.R. Rahman e Maya Arulpragasam – “Quem quer ser um milionário?”

Melhor figurino:
– “Austrália”
– “O curioso caso de Benjamin Button”
– “A duquesa”
– “Milk – A voz da liberdade”
– “Revolutionary road”

Melhor documentário de longa-metragem:
– “The betrayal”
– “Encounters at the end of the world”
– “The garden”
– “Man on wire”
– “Trouble the water”

Melhor documentário de curta-metragem:
– “The conscience of Nhem En”
– “The final inch”
– “Smile Pinki”
– “The witness – From the balcony of room 306”

Melhor edição:
– “O curioso caso de Benjamin Button”
– “Batman – O cavaleiro das trevas”
– “Frost/Nixon”
– “Milk – A voz da liberdade”
– “Quem quer ser um milionário?”

Melhores efeitos especiais:
– “Batman – O cavaleiro das trevas”
– “Homem de Ferro”
– “O curioso caso de Benjamin Button”

Melhor maquiagem:
– “O curioso caso de Benjamin Button”
– “Batman – O cavaleiro das trevas”
– Hellboy II – O exército dourado”

Melhor animação de curta-metragem:
– “La maison en petits cubes”
– “Lavatory – Lovestory”
– “Oktapodi”
– “Presto”
– “This Way Up”

Melhor curta-metragem:
– “Auf der strecke (On the Line)”
– “Manon on the asphalt”
– “New Boy”
– “The Pig”
– “Spielzeugland (Toyland)”

Crepúsculo_ Sinopse do filme

14 Comentários

Essa reportagem aí embaixo, foi a primeira que eu li a respeito do filme:

revista-veja-1revista-veja-21

Vampiros à solta…

7 Comentários

Vampiro, essa figura centenária, se renovou e ganhou um público que cresce a cada dia. Há séries, filmes, livros, jogos e sites dedicados a essas figuras que conquistaram o mundo. E, atualmente, o assunto está quentíssimo. Na literarura chega neste mês Eclipse, o terceiro volume da série de Stephenie Meyer, a autora da moda entre os jovens. O 1° livro, Crepúsculo, foi adaptado para os cinemas e está em cartaz no Brasil desde o mês passado. E as novidades não param po aí. Na TV a cabo, Truee Blood, nova aposta da HBO no Brasil, estréia já bem aceita pelo público norte-americano e indicada ao Globo de Ouro na categoria melhor série dramática.

 NOVA GERAÇÃO

new-bella-and-edward-twilight-series-3390777-744-10001O livro já se tornou um best-seller, e agora atrai uma legião de admiradores também aos cinemas. Crepúsculo nasceu de um sonho da norte-americana Stephenie Meyer, e sua vida praticamente se tornou um, depois do lançamento da obra. Seus protagonistas são a síntese de toda essa nova onda que existe em cima do assunto. Um jovem casal, ele, vampiro que não quer se alimentar de sangue humano, ela, a tentação. True Blood também não foge muito da premissa, já que seus vampiros bebem sangue artificial. Alguns acreditam que as novas características dessas atraentes figuras das trevas parecem fugir do original, do que se considerava um monstro de terror que perseguia e sugava o sangue dos seres humanos. Já alguns fãs e críticos acham que essa nova roupagem veio para acrescentar o que já era uma atração para o público.

 

REFERÊNCIAS

A figura do vampiro começou a fazer história com o lançamento do livro Drácula, do irlandês Bram Stocker, em 1897, considerado o livro mais importante do gênero. O personagem serviu como inspiração para inúmeras adaptações. Uma delas, lançada nos cinemas em 1922, com o nome de Nosferatu, ainda na fase do cinema mudo, é considerada um clássico do expressionismo alemão. Quem também marcou época foi o ator Bela Lugosi, que interpretou Drácula no filme homônimo de 1931. Mais recentemente Francis Ford Coppola criou sua própria adaptação, que se intitula Drácula de Bram Stocker. A história não aterrorisa o público como antigamente, mas o diretor montou uma experiência contagiante que envolve nostalgia e o fascínio da literatura vampiresca. Curiosamente, a maioria das adaptações sobre o assunto vinha de uma só inspiração, a obra de Stocker. Mas isso não impedia que diversos outros autores tentassem sua sorte nesse mercado, tanto lá fora como aqui no Brasil. Uma delas, Anne Rice, conseguiu se destacar em 1976 com Entrevista com o Vampiro. A obra que conta a história de um jornalista que entrevista um vampiro de 200 anos, também foi adaptada para o cinrma. André Vianco é o escritor de maior sucesso atualmente no gênero aqui no Brasil. Com mais de 10 livros publicados com temas de fantasia e terror, incluindo personagens vampiros, já vendeu mais de 100 mil exemplares de suas obras.

 SANGUE VELHO X SANGUE NOVO

Um dos contrastes com as histórias vampirescas antigas é que não há tenta violência, é mantido um suspense psicológico que atrai os leitores pela riqueza de sentimentos. ” O Crepúsculo tem como protagonistas vampiros diferentes dos assassinos sanguessugas da maioria das histórias de terror. Eles encontram uma alternativa para a matança de humanos e se tornam os mocinhos, o que cria mais identificação e cativa mais o público”. O mesmo conceito de vampiros “bonzinhos” está presente na estréia da HBO Brasil.   true-bloodTrue Blood é uma adaptação dos romances da série literária Southern Vampire Mysteries, de Charlaine Harris. A versão audiovisual causou grande turbulência nos Estados Unidos, a novidade é a solução para os jovens vampiros que bebem sangue artificial criado pelos japoneses e não precisam mais atacar seres humanos. A Editora Saraiva lançará três volumes da coleção de Harris. Um deles, Living Dead in Dallas sairá entre março e abril.

artigo rerirado da revista Almanaque de janeiro/2009 da Editora Saraiva

Globo de Ouro 2009_ Vencedores categoria TV

3 Comentários


Melhor Atriz em Série Dramática

Anna Paquin (True Blood) HBO

Melhor Ator em Série Dramática

Gabriel Byrne (In Treatment) HBO

Melhor atriz coadjuvante

Laura Dern (Recount) HBO

Melhor Ator coadjuvante

Tom Wilkinson (John Adams) HBO

Melhor minissérie ou filme para a TV

John Adams (HBO)

Melhor atriz em minissérie ou filme para a TV

Laura Linney (John Adams)

Melhor Ator em Série de Comédia

Alec Baldwin (30 Rock)

Melhor Série de Comédia

30 Rock

Melhor Atriz em Série de Comédia

Tina Fey (30 Rock)

Melhor Série Dramática

Mad Men

CURIOSIDADES:

Anna Paquin, 26,  ganhou o Globo de Ouro de melhor atriz por “True Blood” quinze anos depois de ganhar um Oscar pelo filme “O Piano”.

Bebês de Famosos

5 Comentários

Algo que eu acho muito fofo de se ver são os famosos com seus filhotinhos, aqui então, seguem fotos de alguns deles.

Beijos pessoal!!!

01/06/07 Donald Trump com o gatinho, na época com 1 aninho

01/06/07 Donald Trump com o gatinho, na época com 1 aninho

01/06/07 Gwynwth Patrom com Moses, 1 ano

01/06/07 Gwynwth Patrom com Moses, 1 ano

01/06/07 Meg Ryan com a filha adotiva

01/06/07 Meg Ryan com a filha adotiva

10/08/07 o lindo bebê de Carlos Casagrande

10/08/07 o lindo bebê de Carlos Casagrande

10/08/07 os filhos de Charlie Sheen

10/08/07 os filhos de Charlie Sheen

10/08/07 Bart, Julianne Moore e Liv helen (4 anos)

10/08/07 Bart, Julianne Moore e Liv helen (4 anos)

10/08807Seal com Johan (8 meses)

10/08/07Seal com Johan (8 meses)

18/11/05 Davi com os pais Vitor Belfort e Joana Prado

18/11/05 Davi com os pais Vitor Belfort e Joana Prado

18/11/05 Liv Tyler e Milo (11 meses)

18/11/05 Liv Tyler e Milo (11 meses)

22/06/07 o esposo de Julia Roberts com os gêmeos

22/06/07 o esposo de Julia Roberts com os gêmeos

APAIXONADA POR CREPÚSCULO (TWILIGHT)

44 Comentários

Eu sou e sempre fui vidrada em vampiros, esses seres sobrenaturais me fascinam, seja em filmes, livros ou desenhos.

Portanto, quando ouvi falar de Crepúsculo, do amor de um vampiro com uma humana…esse amor impossível… eu rapidamente me interessei.

E foi assim que fui ao cinema (um dia depois da sua estréia). Eu que não tinha lido o livro nem nada, mas o fato de eu estar de férias ajudou bastante.

Gostei do filme, os efeitos não são tão bons, os atores (até então) desconhecidos, mas a história realmente bonita, mesmo assim, nada que o faça querer assistir  300 vezes.

Ganhei o livro no amigo secreto do trabalho e logo comecei a lê-lo e entendi porque o livro é um fenômeno. Eu mesma me identifiquei muito com a protagonista quando eu era adolescente: magra, pálida e desastrada e imagino o quanto muitas meninas se sentem assim; como se escondem das pessoas com a ajuda do cabelo, como enfrentam a difícil fase de não ser mais criança e ainda não ser adulto e o fato de adorar a  solidão… uau, quantas vezes eu trocava o borburinho, a bagunça, por um cantinho em silêncio com um livro nas mãos ou apenas papel e caneta para algumas criações.

Vibrei quando em uma parte do livro Bella se decide em ler Orgulho & Preconceito ou Razão e Sensibilidade. rsrs

A gente cresce no livro junto com a personagem, a gente conhece Edward junto com ela (o fato do livro ser narrado em primeira pessoa ajuda isso), a gente passa a amá-lo, a gente passa a torcer para que aquele amor impossível, aquela aberração juvenil dê certo, para que Edward controle sua fome de sangue.

Então eu me vi vibrando por mais um casal, com uma total intensidade que dessa vez, aumentou muito a vontade de assistir novamente ao  filme, mas compreendendo que mesmo que este não possa captar a grandeza da emoção que escorre nas páginas do livro, mesmo que a torcida não seja tão exaustiva quanto a literária, esse amor pode ser sentido no livro e nas continuações Lua Nova e Eclipse (este chegou a pouco tempo no Brasil), e eu, como os personagens, passei a adquirir novamente os meus 17 anos!!!

 clique na fotos abaixo para vê-las maiores:

  twilightmovieposter   11   8g89aia1   bella-and-edward-twilight-series-529100_375_5001   capa-do-filme-twilight1   twilight1   twilight01mt51

Older Entries